Emagrecimento

scabora.com.br-emagrecimentoA psicoterapia com foco no emagrecimento trata da dificuldade de perder peso como um sintoma gerado por outras questões de ordem emocional.

São trabalhadas questões como ansiedade, depressão compulsão, auto-estima e outros conflitos emocionais geradores de angústia que levam à compulsão e consequentemente ao aumento de peso.

Colabora ativamente para que o indivíduo se reestruture emocionalmente e aprenda a desenvolver recursos para lidar com seus conflitos internos, tornando-o mais potente e mais reflexivo diante das dificuldades e na busca por soluções.

Visa uma mudança de comportamento e hábitos, e não apenas a redução de peso.  O tratamento se dá pode meio de um processo gradual no qual a perda de peso é uma consequência e o comprometimento é com a saúde. O tratamento envolve, além do acompanhamento psicológico, orientação e reeducação alimentar, orientação para atividade física e, quando necessário, encaminhamento médico.

O tratamento psicológico ajuda a desenvolver recursos para lidar com as dificuldades, colabora para ampliar a consciência sobre si mesmo, promove equilíbrio emocional, detecta o ativador da ansiedade que leva à compulsão (o ato de comer é um poderoso redutor de ansiedade) e entre outras coisas ajuda o indivíduo a aprender a lidar e a controlar o que o angustia, para não buscar refúgio na comida, pois tal mecanismo gera mais angústia, pela culpa.
A proposta de trabalho consiste em oferecer um tratamento para emagrecimento visando qualidade de vida de forma abrangente e efetiva, proporcionando saúde e bem estar.

Ansiedade, depressão, e sentimentos inespecíficos de tensão são identificados como ativadores da compulsão alimentar.

O ato de comer possui significados simbólicos que estão ancorados na fase mais primitiva no desenvolvimento. Na literatura psicanalítica, a boca é o primeiro acesso de comunicação com o mundo externo. O recém-nascido percebe o mundo e estabelece contato através da boca e é nesta fase oral que estabelecemos relação e comunicação com o mundo externo e temos contato com sentimentos como prazer, satisfação, amor, agressividade, raiva, privação e medo.

A boca, além de ser uma das fontes de nutrição é também de satisfação. O ato de comer gera prazer e, consequentemente, tranquilidade. Isso explica a compulsão que se apresenta na maioria de pacientes obesos e com dificuldades em manter um peso saudável. Mas neste caso, o prazer e a satisfação são ilusórios.

A compulsão também possui a sua origem em fatores genéticos, psicológicos, em maus hábitos alimentares e comportamentais (como o sedentarismo e o estilo de vida inadequado), além de fatores físicos, pois se trata de um desequilíbrio bioquímico dos neurotransmissores responsáveis pelo controle da saciedade. Açúcar e carboidratos são estimulantes naturais de serotonina, neurotransmissor que atua no cérebro regulando o humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade a dor, movimentos e funções intelectuais.

A proposta do Tratamento Multidisciplinar do Emagrecimento é oferecer um apoio integral, visando uma qualidade de vida de forma abrangente e efetiva, proporcionando saúde e bem- estar.

Este trabalho multidisciplinar visa não somente a redução de peso, mas sim uma mudança de comportamento e hábitos, proporcionando um atendimento personalizado e acompanhamento de acordo com a necessidade de cada um, respeitando sua singularidade. Além disso, a proposta deste tratamento é atender os aspectos comportamentais relacionadas ao processo do emagrecimento e aos que levam ao sobrepeso, buscando estabelecer uma relação saudável entre a pessoa e a comida

O tratamento envolve, além do acompanhamento psicológico, orientação e reeducação alimentar, orientação para atividade física; e, quando necessário encaminhamento médico.

A orientação para a prática de atividade física é feita por um profissional de Educação Física e é parte fundamental do processo, pois auxilia a perda de peso e mobiliza os estoques de gordura do tecido adiposo.

A intervenção estética colabora para a redução de medidas, modelagem corporal, promove a eliminação do liquido em excesso e de toxinas, ajudando a aliviar a ansiedade, gerar autoestima e, principalmente, a melhorar a saúde como um todo.

Doenças relacionadas à obesidade são muito complexas pelo fato de serem multifatoriais e, por essa razão, um tratamento multidisciplinar com uma equipe de profissionais das áreas de psicologia, nutrição e educação física se faz necessário para um resultado mais satisfatório.

A terapia com foco no emagrecimento trata da dificuldade de perder peso como um sintoma gerado por outras questões de ordem emocional. Colabora ativamente para que o indivíduo se reestruture emocionalmente e desenvolva recursos para lidar com seus conflitos internos, tornando- se mais potente e reflexivo diante das dificuldades, buscando soluções para os problemas.

O tratamento também colabora para ampliar a consciência do indivíduo sobre si mesmo, detecta o ativador da ansiedade que leva a compulsão (o ato de comer é um poderoso redutor de ansiedade), promove equilíbrio emocional, ajuda a desvincular conforto de comida, a descobrir novos prazeres na vida, a perseverar no percurso (os níveis de desistência são elevados), a compreender a diferença entre fome e vontade de comer, a aprender a reconhecer emoções como tristeza, solidão, angústia, raiva, ansiedade, saudade e não confundi-las com fome, a restabelecer a confiança e, entre outras coisas, a aprender a lidar e a controlar as angústias para não buscar refúgio na comida.

Este trabalho multidisciplinar visa não somente a redução de peso, mas sim uma mudança de comportamento e hábitos, proporcionando um atendimento personalizado e acompanhamento de acordo com a necessidade de cada um, respeitando sua singularidade. Além disso, a proposta deste tratamento é atender os aspectos comportamentais relacionadas ao processo do emagrecimento e aos que levam ao sobrepeso, buscando estabelecer uma relação saudável entre a pessoa e a comida.

Por isso, o tratamento psicoterápico nesse caso é fundamental. Por meio dele, se busca atender aspectos emocionais e comportamentais no processo do emagrecimento, tendo em vista que questões como ansiedade, depressão, baixa autoestima e outros conflitos emocionais geradores de angústia levam à compulsão e, consequentemente, ao aumento de peso.

A grande maioria dos pacientes obesos ou com sobrepeso apresenta baixa autoestima, estresse elevado, ansiedade, culpa, vergonha do próprio corpo (que pode gerar dificuldade de aceitação), quadros de depressão, melancolia, compulsão, dificuldades para lidar com frustrações, raiva internalizada, agressividade bloqueada, desamparo, insegurança, submissão e passividade, preocupação excessiva com a comida e intolerância. Comem-se emoções. O excesso de comida cumpre o papel de preencher o vazio existencial. Não se trata de fome física ou somente distúrbios químicos. A pessoa se nutre de afeto através da comida, pois comer é um ato tranquilizador.

É importante destacar também que o Tratamento Multidisciplinar do Emagrecimento deve ser compatível com o estilo de vida, a realidade e as necessidades e preferências do paciente. Assim, ele se sente envolvido e ouvido e passa a incorporar as mudanças de comportamento ao dia-a-dia de forma natural, não apenas em caráter temporário.

É um processo de aprendizagem, do cuidar de si como um todo e de estabelecer uma relação de amor consigo mesmo.

Um dos objetivos principais desse tratamento é promover a compreensão de que mente e corpo se integram em uma totalidade.